«há música, poesia, força e sentimento na tua prosa»



Porque lhe sentiu o coração a galopar nas palmas das mãos? - arrisco eu.

«É uma daquelas histórias que me deixa secretamente a invejar o talento anónimo que a criou.
O menino viu o vizinho escultor começar a cortar o mármore, e nos dias seguintes, quieto, sentava-se junto dele, a apreciar o trabalho.
Finalmente o cavalo apareceu esculpido, e o artista perguntou ao menino o que é que ele achava.
O menino achou que estava bem.
    - Só bem? - insistiu o escultor.
   - Sim - respondeu o menino. E depois de um momento de hesitação: - Mas como é que o senhor sabia que o cavalo estava dentro da pedra?



J. Rentes de Carvalho - Pó, Cinza e Recordações»