«há música, poesia, força e sentimento na tua prosa»



Foi a primeira vez, em mais de uma década, que discutiu com alguém a quem tratou por a doutora, essa conhecida profissão dos lugares cimeiros. Quase se sentiu no ambiente glamouroso da Linha. Mais um pouco e tratava cada uma das crianças pela terceira pessoa. Hilariante. Dizer que se sentiu num sketch dos Gato Fedorento é pouco.


Txema Yeste