«há música, poesia, força e sentimento na tua prosa»



Fim.

Nunca contem nada a ninguém. Se contarem, acabam por ter saudades de toda a gente.


[J. D. Salinger, Uma agulha num palheiro]