«há música, poesia, força e sentimento na tua prosa»



Brittany Maynard, tenho pensado bastante nela, desde que li a notícia. Ocorre-me dizer que, numa época em que a morte é resposta fácil e legal, seja para as gravidezes indesejadas, seja para os animais abandonados, a intransigência à eutanásia, deixa-me curiosa. Podemos decidir a morte dos outros, mas não a nossa?